Best of LFW AW/16

Best-of-LFW

Oi, gente! Que tal um pouquinho de LFW para iluminar a semana?

Londres, diferentemente de Nova York – que é mais comercial -, sempre apresenta coleções mais independentes das cartelas sazonais de tendências. A cidade mais contemporânea do mundo, consegue unir culturas e, ainda assim, criar coleções únicas que, porém, conversam entre si.

Reunimos aqui algumas dessas “conversas”, que podem ser usadas facilmente fora das passarelas, para vocês se inspirarem. Enjoy!

—————

Hey, everyone! How about some LFW to brighten up your week, huh?

London, differently from New York (which is the most commercial fashion week), always brings collections that are more independent from the season’s trends. The most contemporary city of the world is always able to unify cultures and, yet, put together unique collections, which somehow talk to each other.

We gathered here some of these “talks”, which can be easily worn in our daily lives, to inspire you all. Enjoy! Continuar lendo

PFW – Day 8 | Chanel x Valentino

DAY-8Já faz mais de uma semana que o 8º dia de PFW aconteceu e eu quase que não posto nada sobre ele, porque não tive tempo nem de respirar essa semana! Mas não podia deixar passar em branco, já que o 8º e o 9º – aguardem que será postado amanhã! Prometo! haha – dias foram os melhores!! Também, com Chanel e Valentino no mesmo dia, não tem como sair decepcionada dessa temporada de Paris. Então, olhe, admire e se apaixone por essas duas coleções mais do que lindas!

It’s been a week since PFW had its ending and I almost didn’t write anything about the 8th and the 9th – it’ll be posted tomorrow! I promise! haha – days because I’ve been extremely busy this whole week. BUT, I couldn’t not say anything as Chanel and Valentino were on the runway on this 8th day and so much happened on the last one. So, look at them, admire them and fall for each one of these two amazing collections and get inspired for life!

1. Chanel – Assista|Watch it

chanel

Karl Lagerfeld jura que se Coco Chanel visse suas coleções, as odiaria. Não podemos afirmar ou negar tal pensamento, mas podemos dizer que Karl, com certeza, tem algo que Coco sempre mostrou ter durante toda a sua vida: ousadia. Foi ela quem mudou a silhueta dos vestidos tão encorpados, incorporou o uso de calças no guarda-roupa feminino, abusou do pretinho básico, mudou as modelagens de chapéu… e muito mais! Chanel não negava o seu sangue forte e a sua criatividade fervorosa.

Olhando para a marca Chanel na atualidade, vemos como Karl também sempre está à frente de tantas outras marcas e sempre apresenta modelagens, acessórios e passarelas diferenciadas. Já teve moda no supermercado e nas ruas – com direito a passeata em busca por liberdade criativa… E dessa vez, Karl deu vida à Brasserie Gabrielle (o verdadeiro nome de Coco, para quem não sabe!), criando um ambiente parecido com os antigos restaurantes-cafés-bars Parisienses. Abusando do tweed – uma das marcas registradas de Coco -, Karl levou a marca ao passado, através dos penteados e dos sapatos, mas a manteve também no presente, com cortes e detalhes modernos e modelos que mostram uma atitude independente e forte, assim como Coco Chanel sempre foi.

Karl Lagerfeld swears that if Coco Chanel ever saw his collections, she would hate them. We cannot agree of disagree with this statement, however we can honestly say that Karl has something that Chanel‘s character showed the world her entire life: boldness. She was the one who changed those princess’s dresses into pencil ones, brought male trousers to our feminine closets, created the little black dress, changed the shapes of the old hats… And much more! Chanel didn’t deny her strong character and bubbling creativity.

Looking at Chanel today, we can see that Karl is always ahead when it comes to shapes and cuts, accessories, and different runways. He’s already put together a supermarket and Boulevard Chanel – with a pacific protest in order to claim a high level of freedom of expression… This time, though, Karl gave life to Brasserie Gabrielle (which was, for those who don’t know, Coco‘s real name), creating an ambient like those Parisien restaurant-bars that lived in the past. Showing a collection mainly made of tweed – which was one of Coco‘s signature -, Karl took this collection to the past, with those hair-dos and shoes, but also kept it in the present with shapes that showed a strong and independent personality, like Coco Chanel always had.

2. Valentino – Assista|Watch it

VALENTINO

Valentino sempre é Valentino: feminino, clássico e elegante. Mesmo quando decide ir para um patamar não tanto explorado antes e apostar numa coleção quase negra, Valentino acerta. Se tem uma maison que se eu tivesse dinheiro eu usaria, essa seria Valentino (e Dior, mas comecemos por Valentino! hahaha).

Nessa temporada, como já dito, o designer optou por tons mais escuros e misteriosos do que geralmente usa em suas criações e acertou em cheio. Com muita renda, muitas estampas e cortes femininos – assinatura da marca – a coleção ficou mais clássica do que nunca e mostrou uma mulher forte e sedutora por trás da coleção. E, para completar o acerto do dia, teve até Ben Stiller e Owen Wilson divulgando a tão esperada sequência de Zoolander. Com looks estampados, dignos de seus personagens, os atores entraram fazendo caras e bocas que são marcas registradas de Derek Zoolander e Hansel. Um final divertido para uma coleção espetacular!

Valentino is always Valentino: feminine, classic and elegant. Even when the designer decides to challenge himself going on different directions and trying an all-black collection, he does a great job. And if I had to choose one great maison to buy from – if I had money -, that would definitely be Valentino (and Dior, but let’s start with this one first! hahaha).

This season, as I’ve already mentioned, Valentino went with darker and mysterious tones than he’s used to and he got it! With a lot of lace, prints and feminine cuts – the brands signature – the collection looked more classic than ever and it showed a strong woman behind it. And, to a great finale, we could also see Ben Stiller and Owen Wilson to promote the sequel of their movie Zoolander. With printed suits, their characters signature, the actors walked down the runway in faces and walks that reminded everyone of Derek Zoolander and Hansel. A great finale for an spectacular collection!

E aí, qual a favorita de vocês? Acho que já deixei bem claro qual é a minha, né? hahaha Chanel é Chanel, mas meu amor por Valentino sempre será maior! ❤ Espero que tenham gostado e amanhã, sem falta, tem o último dia de PFW para vocês! *-* Beijos, amores! Fran ❤

So, which one is your favoutite? I believe I’ve already told mine, right? hahah Chanel will always be Chanel, but my love for Valentino will always be greater! ❤ I hope you liked it and tomorrow, I promise, you’ll have the last day of PFW here! *-* Kisses, kisses, everyone! Fran ❤

PFW – Day 5 |Elie Saab & Martin Grant

DAY-5

Não tem como ser um dia decepcionante quando se trata de um dia com Elie Saab e Martin Grant. Então, sem mais delongas… Enjoy it!

It cannot be a disappointing day when Elie Saab and Martin Grant are on the runway. So, let’s not ramble onEnjoy it!

1. Elie Saab

elie-saab

Com uma floresta de papelão como cenário, Saab conseguiu alcançar seu desejo de mostrar uma coleção romântica dark. Desde um militar chique até os vestidos bordados e leves pelos quais Saab é conhecido, e baseado em cores escuras, com toques de azul, vermelho e verde militar, a coleção parece mais a história de uma princesa selvagem que mostra que veio para assumir seu posto.

With a cardboard forest as a scenery, Saab found his way to create the perfect dark romantic collection. From military chic until those embroidered dresses Saab is extremely famous for, and based in a dark palette, with a blue, red and military green touch, the collection looks like the story of a wild princess who wants to take her place at the royal world.

2. Martin Grant

martin-grant

Martin Grant queria que a coleção fosse luxuosa e clássica, e assim ele o fez. Através de cortes de alfaiataria, cinturas bem marcadas, saias midi que davam a impressão de alongar a silhueta e algumas peças com tecidos em brilho, cada look composto nesta coleção tinha um ar de clássico, mas super atual. Com certeza, toda mulher independente e poderosa da atualidade vai se apaixonar e querer ser uma mulher Martin Grant.

Martin Grant wanted his collection to be luxurious and classic, and he accomplish his goal. Through tailored cuts, cinched waists, cropped maxi skirts which made the models look taller and shimmering textiles, every outfit put together in this collection looked classical, but super contemporary. It’s certain that every powerful and independent woman will fall for this collection and will want to be a Martin Grant woman. 

E aí, o que acharam? Comentem abaixo e nos sigam também no Pinterest para ver também os outros desfiles desse dia!  Beijos, amores, e até mais! Fran ❤

So, what do you think? Leave your comments below and follow us on Pinterest to see every other show from this fifth day! Kisses, kisses, everyone and see you! Fran ❤

PFW – Day 4

DAY-4A semana de moda de Paris já acabau! (Aaaaah :/) Mas vamos trazer tudo o que aconteceu todos esses últimos dias! (Eeeeh! o/)

O quarto dia foi um dos mais movimentados até então, já que Dior, Maison Margiela e Balenciaga estavam entre os nomes a desfilarem. Dior, com sua pegada mais moderna, apresentou muitas botas-leggings que mexeram com a cabeça de todos; e quanto a coleção de Maison Margiela, podemos dizer que John Galliano caminhou com confiança pela passarela Parisiense, se permitindo algumas bizarrices que deram certo para alguns, mas não tanto para outros. Quanto a Balenciaga, você a encontra na lista das melhores do dia, na minha opinião. 😉 Espero que gostem dos desfiles selecionados! Enjoy! 

PFW has come to an end! (Aaaaaaawn :/) But we are going to bring what has happened these past few days there! (Yaaaaay! o/)

This fourth day was the most fussy one so far, as Dior, Maison Margiela and Balenciaga where on the list of the shows of the day. Diorheading to a more modern direction, presented legging-boots that went directly to every fashionista’s list of favourites; the collection presented by Maison Margielashowed us John Galliano was full of confidence, which allowed him to add some bizarre elements to the show which pleased some critics and displeased others. And, if you scroll down, you’ll see Balenciaga‘s collection got into my list of favourites today! 😉 I hope you like the four ones I selected! Enjoy!

1. Talbot Runhof

talbot-runhof

 

Johnny Talbot Adrian Runhof são muito famosos por serem maximalistas que se inspiram em questões políticas para criar sua produção. Dessa vez, no entanto, eles decidiram voltar ao passado e acabaram se inspirando no livro O poder do estilo, mas precisamente em Harriet Kassman e Mona von Bismarck. Essa inspiração levou-os a criar peças com shapes largos, mas que poderiam pertencer a qualquer mulher elegante das grandes metrópoles. As peças chaves do desfile foram aquelas feitas de guipire adornadas com flores cortadas a laser que mais pareciam sair do tecido. As cores elegantes e a maneira como os looks foram dispostos deram um ar moderno às modelagens do passado e transformaram a mulher Talbot Runhof em uma poderosa chave para o sucesso.

Johnny Talbot and Adrian Runhof are known for being exuberant maximalists and they are usually inspired by politic events and people. This time, though, they headed another direction choosing to concentrate on the past and end up getting inspired by the book The Power of Style, more precisely in Harriet Kassman and Mona von Bismarck. This inspiration got them to create loose shapes, which can be worn by any elegant and contemporary woman who lives in big cities. The key pieces at this show were the ones made of guipire lace embroidered with laser cut flowers which looked like they were going to fly away from the pieces. The elegant colours and the way those looks were put together showed us a modern past and transformed Talbot Runhof‘s women into a power key for success.

2. Isabel Marant

isabel-marant

 

Mais uma coleção, mais peças que se tornarão peça chaves assim que chegaram às lojas. Isso porque se trata de Isabel Marant e, a cada temporada, algo lançado por ela se torna ícone de estilo, mesmo que já estivesse no mercada há décadas. No verão, foram as suas sandálias Carol que fizeram a cabeça de todo mundo; dessa vez, prepare-se para as calças de cintura alta, que vieram com toda força na sua coleção. Com uma composição em looks estampados ou lisos, as calças – saias e afins – de Marant só deixaram cada look singular e boêmio, trazendo um ar de clássico-selvagem que poucos designers conseguem criar, e ela o fez com segurança e colocou na passarela uma das coleções mais lindas, desejáveis e usáveis da temporada.

Another collection, other pieces that will become a must-have as soon as they get to the stores. And this is because we’re talking about Isabel Marant who, every season, brings something to the runway that automatically becomes a Fashion Icon, even if it has been out there for ages and no one had paid attention. On summer, her Carol sandals made every fashionista crazy about them; this time, get ready to fall in love with high-waisted trousers, which came out strong at this collection. Composing printed or not-printed looks, those trousers – and the skirts or any bottom piece – which Marant created made every outfit look singular and bohemian, bringing a classic-wild air to the runway that not every designer can put together. And Marant did it with a lot of confidence and created one of the most beautiful, desirable and wearable collections of this season.  

3. Andrew Gn

andrew-gn

 

Elegância e exuberância. Duas palavras para descrever o desfile de Andrew Gn desta temporada. Elegância porque, mesmo nos looks mais simples, o corte de alfaiataria, os tecidos nobres e os detalhes feitos à mão mostraram como uma mulher pode ser elegante em qualquer idade. Exuberância porque nenhum dos looks eram realmente simples; cada casaco, blusa ou vestido mostrava um trabalho árduo a cada detalhe. Seja pelas franjas trançadas à mão, ou pelos “colarinhos” de pele, cada detalhe elevava o look a um novo patamar na escala de técnica e se fazia presente numa coleção onde as texturas se destacavam em meio às formas e cores.

Elegance and exuberance. Two words to describe Andrew Gn‘s show this season. Elegance because even those looks which looked so simple showed a tailored cut, noble textiles and hand-made details, which proved that a woman can be elegant at any age. Exuberance because nothing was actually simple; each coat, top or dress showed a hard work behind it. Those hand-knotted fringes, those fur collars and any other detail took each outfit to the next level on a technique scale and made the textures become the main character among beautiful shapes and stunning colours.

4. Balenciaga

balenciaga

 

À primeira vista, você percebe que conhece a mulher por trás da Balenciaga. E você a conhece. Alexander Wang se inspirou na cliente original da marca, mostrando que ela quer cortes que sejam clássicos, mas que se encaixem à vida atual. Então, foi isso que ele fez; entre materiais de alta-costura, ele criou peças que mais lembravam os filmes de Audrey Hepburn no início da carreira: saias balão, vestidos e tops tomara-que-caia, calças de alfaiataria… Mas tudo, com uma atitude e alguns elementos modernos, como o uso do couro de forma estratégico, os metais e o caminhar de modelos que mostravam uma postura mais independente e contemporânea, como a mulher de hoje é.

At first sight, you realise you’ve seen Balenciaga‘s woman before. And, yes, you have. Alexander Wang got inspired by Balenciaga‘s origial clients to create this collection, showing us a woman who wants classical shapes, but who also want her wardrobe to fit these modern days. So, this is what he did; among couture materials, he created pieces that reminded me of Audrey Hepburn in her early days as an actress: bubble skirts, strapless dresses and tops, tailored trousers… But everything was put together with some modern elements and some present attitude, with some leather applied here and there, metals and the models walk, showing us an independent and contemporary woman, like the women of today are.

E aí, o que acharam? Só coisa bonita, né? Deixem a opinião de vocês nos comentários e não se esqueçam de visitar também nossa página no Pinterest! Beijos, amores, e até mais! Fran ❤

So, what do you think? Gorgeous pieces everywhere, right? So, leave us your opinion at the comments and don’t forget to visit our Pinterest page! Kisses, kisses, everyone! Fran<3

 

 

PFW – Day 2

DAY-2

Oi, gente! Não, eu não esqueci de continuar os posts sobre a PFW, eu apenas fiquei sem internet esses últimos dias e não consegui adiantar nada! 😡 Então, se preparem para um #overpost de PFW essa semana! hahaha

Bom, o segundo dia foi um pouco mais movimentado que o primeiro na cidade do amor. Muitas coleções especiais, mas com algo que até agora Paris tem mostrado bastante: pouca cor. Muitos neutros e básicos, com poucas aparições de vibrantes, mas com finalizações impecáveis e modelagens que se tornam protagonistas em coleções tão memoráveis. As três abaixo foram as minhas favoritas do dia e espero que gostem.

Hey, guys! No, I haven’t forgotten to keep posting about PFW, I have just faced some days with no internet, so I haven’t had the opportunity to watch or write anything about the shows! So, get ready to an #overpost of PFW this week! hahaha

Well, the second day was a little bit faster than the first one in the city of love. Many special collections, but with something in common that Paris has shown a lot so far: not so much colour. Many neutrals and basics, with less bright colours than we saw in other Fashion Weeks, however with impeccable finalizations and cuts which have become the main characters in these memorable collections. These three I’ve chosen because they were my favourites of the day, I really hope you guys like it.

1. Dries van Noten

dries-van-noten

A coleção de Van Noten ficou magnífica. Um boemia luxuosa que misturou um espírito rico e pobre, vintage e moderno, com uma estética dos salons antigos da França, com uma modernidade do street style contemporâneo. Com culottes, saias ‘removíveis’, estampas alegres ou invernais, Van Noten mostrou sua assinatura através de uma coleção digna de ser aplaudida em pé, e que me deixou apaixonada do início ao fim.

Van Noten‘s collection is exquisite. A deluxe Bohemia which  mixed the rich with the poor and vintage with modern, and still added those old salons’ aesthetic with the modernity seen in this contemporary street style. With cullotes, ‘removable’ skirts, happy and winter prints, Van Noten showed his signature deserves a standing ovation and it made me fall with every look that was sent down the runway.

2. Rochas

rochas

Essa foi a terceira coleção de Alessandro Dell’Acqua para Rochas, mas a marca já completa seu 90º aniversário este ano. Dell’Acqua, no entanto, conseguiu criar a sua melhor coleção até agora para a marca, através de modelagens que relembram os primeiros modelos da marca com uma cintura bem marcada, um comprimento midi e looks feitos de tweed. O moderno, porém, podia ser visto nos sapatos; saltos revestidos de brilho e brocados deram o toque de luz necessário para a coleção e foram direto para a lista de desejo de todos.

This was Alessandro Dell’Acqua‘s third collection for Rochas, but the brand turns 90 this year. Dell’Acqua did a great job, though, creating his best collection so far, through shapes and cuts that revive Rochas‘s first designs; with cinched waist, midi skirts and dresses and some designs made of tweed. The modern part, however, could be seen in those shoes; the back part was filled with embroideries and shinning stones which gave the whole collection its entire light and went directly to every fashionista’s wish list.

3. Vionnet

vionnet

Uma coleção que não te faz piscar um segundo, assim podemos descrever a coleção de Vionnet para o próximo inverno 2016. Muitas estampas, tons pastel, azul royal… Modelagens invernais que deram o toque final para que a coleção ficasse linda e atraente. Inspirado pela Rússia e por lugares glaciais, os casacos de Goga Ashkenazi pareciam aquecer até os dias mais gélidos e tornaram todos os looks mais desejáveis e quentes.

A collection that will make your eyes open all the time, that’s how you can describe Vionnet Autumn/Winter 2014/15 collection. Many prints, pastel tones, royal blue… Winter shapes which gave it’s final touch, made the whole collection look prettier and more attractive. Inspired by Russia and other glacial places, Goga Ashkenazi‘s coats looked like they could keep you warm and adorably dressed during the most freezing temperatures.

E aí, gostaram? E tem muito mais por vir, os grandes nomes ainda nem apareceram… *-* E acompanhem tudo no nosso Pinterest! Beijos, amores, e até mais! Fran ❤

So, what do you think? And there’s much more to come, the hugest names haven’t showed their collections yet… *-* And follow us on our Pinterest page and don’t miss a thing! Kisses, kisses, everyone! Fran ❤

PFW – Day 1

DAY-Q#Salut, Paris!

Sendo a cidade sede da Semana de Moda de alta costura, não tem como esperar pouco de Paris. A semana de moda mais longa da temporada e com um maior número de desfiles, a Paris Fashion Week também traz os maiores nomes do mundo da moda: Chanel, Karl Lagerfeld, Hèrmes, Elis Saab… Você talvez não conheça os nomes, mas, com certeza, conhece as produções e as tem na sua lista de favoritos. O primeiro dia, no entanto, teve poucos nomes com fama internacional, ainda que tenha tido coleções memoráveis. Escolhi três das que mais gostei e espero que elas lhe seduzam para que você fique empolgado até o último dia de temporada.

———————–

Being the host of the Haute Couture Fashion Week, there’s no way Paris is going to disappoint us. The longer Fashion Week of the season, and the one with more shows than the others, Paris Fashion Week  also brings the hugest names in the industry of fashion: Chanel, Karl Lagerfeld, Hèrmes, Elis Saab… Maybe you don’t really know these names (which I doubt), but you surely know their pieces and probably have them in your list of favourites. The first day, though, didn’t have many famous designers on the list – not internationally -, but it still hold memorable collections. I chose three of my favourite ones and I hope they seduce you enough to keep you with us until the last day of this fashion season.

1. Pascal Millet pascal-mille

Talvez o título ’50 tons de cinza’ seja clichê demais (ainda que se encaixasse para muitas das coleções desse primeiro dia), mas a verdade é que a coleção toda de Pascal Millet foi baseada numa paleta preta-cinza-branca. Não que isso tenha sido um problema, já que as texturas e modelagens tenham feito seu papel muito bem, elevando o nível do desfile ao máximo. Os tricôs, as peles e o couro ficaram ainda mais completos com as botas over-the-knee e com os shapes larguinhos. A composição geral de todo o show foi o da sensualidade regrada, mas ainda atraente e estilosa.

———————–

Maybe the title ’50 shades of Grey’ is too cliche (even if most of the shows could easily fit in this title), but the truth is that the collection put together by Pascal Millet was based in a palette made of greys, blacks and whites. Not that it is a problem, as the texture and cuts did their job perfectly, taking the show to the next leve. The knits, the fur and the leather were complete when styled together with over-the-knee boots and large shapes. The whole composition of the show had a ruled sexiness, which it made it all look attracting and stylish.

2. Anthony Vaccarello

anthony-vaccarello

Nós literalmente vimos estrelas no show de Anthony Vaccarello nesta temporada. O designer, que é famoso por seus vestidos super sexy e por não temer de maneira alguma a frase “sexy sem ser vulgar”, criou uma coleção All Black, com recortes em laser de estrelas por todos os lados, que atraiu muitos olhares e muitas boas críticas, tornando-se a coleção mais desejada do dia.

———————–

We literally saw stars during Anthony Vaccarello show this season. The designer, who is famous for his super sexy dresses and for not being afraid of the quote ‘sexy but not vulgar’, created an All Black collection, with laser cuts shaped as stars everywhere, which certainly attracted many glances and good opinions, and made his collection become one of the most desired of the day.

3. Dévastée

Dévastée

Outra coleção que teve uma paleta toda preta e branca, com suas variações acizentadas. Mas, muito diferente de Pascal Millet, Dévastée optou por estampas mais ilustrativas, com linhas que representam símbolos já característicos da marca. As modelagens masculinas e os oxfords que completaram os looks mostraram a modernidade que rodeia a marca, mas ainda conseguiram manter um ar feminino e uma aura de fantasia.

———————–

Another collection that kept the black and white with a foot in the grey area. But, differently from Pascal Millet, Dévastée chose creative illustrations and prints that really represent the brand’s signature. The male cuts and the oxfords completed the looks showing how modern Dévastée is, but it also found its way into a feminine and fantastic aura.

O que acharam? Tem essas e muito mais na nossa página do Pinterest! Nos visitem lá também! E tenham todos uma ótima noite! Beijos, amores! Fran ❤

———————–

So, what do you think? There’s this and much more in our Pinterest page! Visit us there as well and I wish you all a good night! Kisses, kisses, everyone! Fran ❤

 

MFW – Day 6 | All about Giorgio Armani

day-6

 

O último dia de MFW foi mais tranquilo. Menos coleções, menos alarde… Mas com uma coleção de Giorgio Armani que deu o que falar.

Podemos intitular o desfile de Giorgio de ‘uma coleção congelante’ (afinal, Frozen está tão em alta, não?), devido aos seus tons gélidos que vão desde um verde água até um azul royal mais frio. E não podemos nos esquecer dos cinzas, que também teve uma presença forte ao longo de todo o show.

Mas não podemos negar que, apesar disso, Giorgio Armani ainda conseguiu ser aconchegante e feminino. Com modelagens delicadas ou peças over-sized, os modelos parecem aquecer-nos até nos dias mais frios; e os tecidos fluídos, os bordados e o brilho deram um ar sexy para todas as produções. No fim, podemos concordar que um show desse não só fechou a semana de moda milanesa com muito estilo, mas também completou nossos corações com looks que nem sabíamos que amávamos, até passarem na nossa frente.

——————————–

The last day of MFW was calm. Less collections, less fuss around… But with a Giorgio Armani collection that put the word out there.

We could easily entitle Giorgio‘s show ‘a freezing collection’ (after all, Frozen is such a huge thing at the moment, right?), because of its icy tones which go from green blue in pastel shades to an icy cobalt blue. And we cannot forget the greys, which were a huge part of this entire collection.

But, besides the cold colours, Giorgio Armani put together a warm and feminine show. With delicate or over-sized pieces, these looks could keep us warm even under freezing temperatures; and the fluid textiles, the embroideries and the shimmering fabrics gave to each of the pieces a sexy complement. At the end, we can agree that this show not only put a great end to this Milanese Fashion Week, but also filled our hearts with looks and pieces that we didn’t really know we wanted until we saw it passing by in front of us.

Giorgio-Armani

O que vocês acharam? Deixem sua opinão nos comentários! E sigam-nos também no Pinterest! Tem isso e muito mais por lá! Beijos, amores! Fran ❤

——————————–

So, what do you think? Leave us a comment telling us your opinion! And also follow us on Pinterest! There’s this and much more there! Kisses, kisses, everyone! Fran ❤